Atlas Linguístico do Brasil

Atlas Linguístico do Brasil

Jacyra Andrade Mota, Josane Moreira de Oliveira e Silvana Soares Costa Ribeiro - EDUEL

sinopse

A aprendizagem com o dia a dia na construção de um projeto dessa dimensão e dessa natureza tem amplitude inimaginável, porque atinge dois importantes veios da atividade do pesquisador: o linguístico stricto sensu e o humano, cujos tentáculos avançam em muitas direções. [...] Pode parecer um longo tempo para o andamento de um projeto [...]. Temos, porém, que considerar o que recobre esse período [...]. Há de se perguntar, como administrar? Eis a questão. Uma primeira preocupação: o tempo que demanda um longo acervo para ser tratado não envelhecerá os dados, não haverá de tirar-lhes a atualidade? Posso afirmar que não. A documentação reunida é uma fotografia de um dado espaço, numa determinada época, recolhida com características rigorosamente definidas. A fotografia permanece autêntica e para sempre e onde quer que seja examinada fornecerá a visão de um momento preciso. [...] há trabalho para muitos e em sucessivos momentos, por isso incentivar a abordagem dos dados do ALiB é um caminho a ser perseguido. [...] prevalece e continua o compromisso com a Geolinguística Pluridimensional no Brasil que implica a investida continuada nos dados e, por que não dizer, até a exaustão. [...] o fardo tem sido leve porque cada um dos membros da nossa grande Família dirige e preside com competência e abnegação o que lhe cabe administrar e porque [...] imperam a harmonia, o trabalho, a seriedade, o espírito fraterno e a alegria no fazer. Sou, pois, agradecida a todos vocês e, particularmente, por me terem concedido a alegria de ver o nosso Atlas Linguístico do Brasil implantado, iniciado, com resultados já circulando [...], um sonho acadêmico que alimentei desde que me enamorei da Geolinguística. (CARDOSO, 2016, p. 13-17)

514 páginas

Acessar agora

Leia também em Estudos e Concursos - Business